Siga nossas redes:

Happy family young woman with her daughter and son sitting in white car with hand up and look out from windows on the beach. Family holiday travel concept.

Postado em:

31.01.22

Alavanque suas vendas em feriados prolongados

O período que antecede feriados prolongados é propício para viagens e passeios, o que pode aumentar o consumo e alavancar as vendas de algumas categorias nas farmácias e drogarias.

Os varejistas precisam se preparar para o período que antecede feriados prolongados, principalmente aqueles que acontecem no auge do verão, quando muita gente viaja para praias ou mesmo para o campo.

A expectativa é sempre de grande movimento nas farmácias e drogarias, principalmente naquelas localizadas em pontos turísticos (seja no litoral ou nas montanhas), segundo informa a consultora especializada em varejo farmacêutico, Silvia Osso. Embora estejam cautelosos, os empresários já estão traçando suas estratégias e preparando compras mais significativas para atender às demandas dos consumidores.

A especialista acredita que o primeiro passo para obter sucesso nas vendas é realizar um estudo sobre o consumo dos anos anteriores em sua própria loja, além de consultar as indústrias farmacêuticas e as distribuidoras. Outra dica valiosa é apostar no mix de produtos, focando naquilo que tem maior procura nessas datas (verão e carnaval) e sempre levando em conta o público-alvo que quer atingir. 

O mestre e professor na área de marketing, palestrante de cursos e consultor do mercado farmacêutico, Messias Cavalcante, explica que em feriados que acontecem durante o verão, é preciso pensar em produtos como protetores solares; bronzeadores; polivitamínicos; energéticos; medicamentos para indisposição estomacal; hidratantes para corpo e rosto e preservativos. Também deve-se investir em itens de beleza: maquiagem, esmaltes, acessórios para cabelos, xampus e condicionadores. Esses são itens que não costumam faltar no nécessaire de quem vai viajar. 

Cavalcante também frisa que é preciso tomar cuidado na hora de comprar as mercadorias, para que não ocorram sobras nos estoques.

Saiba como vender

  • Escolha o mix pensando no público-alvo da farmácia;
  • Para garantir o sucesso na hora de preparar o mix, analise o histórico de vendas dos anos anteriores;
  • Ao compor o mix escolha marcas fortes de cada categoria para atrair o consumidor que foi impactado pelas campanhas de mídia;
  • Invista em produtos como protetores solares; bronzeadores; polivitamínicos; energéticos; indisposição estomacal; hidratantes para corpo e rosto; linha de xampus e condicionadores com filtros solares; maquiagem, esmaltes e outros itens de beleza; além de preservativos;
  • Lembre-se de também deixar em evidência na loja produtos ligados aos sintomas da gripe e resfriado;
  • Use a criatividade e monte kits atrativos;
  • Deixe seu estoque abastecido;
  • Identifique os pontos altos da loja para chamar a atenção do consumidor e monte ilhas temáticas, clip-strip em categorias adjacentes e utilize o cross-merchandising para evidenciar as categorias;
  • Aumente o volume e a diversidade de produtos nos pontos-chave da loja, que são mais procurados pelo consumidor, como o ponto natural e o checkout.

Crédito da imagem: istock.com/Apiwan Borrikonratchata

Compartilhe:

Closeup - Woman holding sale shopping bags. Consumerism, shopping, lifestyle concept

Postado em:

31.01.22

Compras por impulso podem elevar o tíquete médio da sua loja

Estratégias de marketing bem planejadas, reorganização da loja e cross-merchandising podem atrair o comprador por impulso e aumentar os lucros.

Varejistas que conhecem o seu público-alvo e têm estratégias de marketing bem planejadas conseguem atrair os consumidores que compram por impulso e assim aumentar o tíquete médio (número de itens comprados e valor do cupom) de sua farmácia ou drogaria.

A consultora especializada em varejo farmacêutico, Silvia Osso, explica que comprar é um ato de empoderamento, que dificilmente é despertado em outros aspectos da vida. 

As compras por impulso são aquelas que a pessoa faz sem planejamento financeiro e muitas vezes sem necessidade imediata. É a compra na qual o shopper toma uma decisão rapidamente, sem pensar nas consequências financeiras, normalmente movido por sentimentos e emoções que funcionam como gatilhos para a compra.

Alguns fatores da compra por impulso são:

  • Resposta a um sentimento (por exemplo, ao ver algo que chame a atenção a pessoa pensa que pode precisar daquilo em algum momento); 
  • Atitudes espontâneas, resultantes de estímulo ou de uma necessidade repentina de comprar; 
  • Ambiente (fatores climáticos, disponibilidade do produto, fatores culturais, ações no ponto de venda); 
  • Aspectos comportamentais (emoção e prazer);
  • Ou ainda, doença relativa à compulsão por compras.

Segundo um estudo realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), 53% dos consumidores brasileiros fazem ao menos uma compra por impulso a cada três meses. As mulheres lideram esse ranking e somam 57%, seguido por consumidores da classe A e B (61%). O que mais atrai os consumidores são as promoções (51%); os preços atrativos (31%); características do produto, como funcionalidade e beleza (6%) e facilidade de pagamento (4%).

Essas compras não planejadas contribuem para aumentar o tíquete médio, mas para que elas aconteçam três fatores principais são levados em consideração pelo consumidor: novidade, economia e autoindulgência. Quem afirma é o cofundador da Inteligência 360º, Olegário Araújo. De acordo com ele, ao conhecer bem o seu público-alvo o varejista pode usar essa informação para entender o comportamento de compra dos clientes, que difere de acordo com a localização da loja e o período das compras. “Entender o contexto da loja é o seu entorno são fundamentais.” 

E ele exemplifica: “uma loja perto de um hospital terá consumidores diferentes de uma loja perto de um terminal ou ponto de ônibus; e a pessoa que compra no período da manhã tem hábitos e necessidades diferentes daquela que compra à noite. Os varejistas precisam entender esse comportamento. Como? Ficando atento aos números e informações dos cupons.”

Como facilitar a experiência de compra?

Assim como a pele, os cabelos precisam de uma atenção especial antes de começar a curtição do Alguns exemplos de venda cruzada que podem ser colocados em prática são: colocar uma pomada para assadura de bebê ao lado de fraldas para serem usadas na piscina; um demaquilante junto com protetor solar; xampus e condicionadores na mesma prateleira que os enfeites para cabelo; ou antigripais próximas de vitaminas e lenços descartáveis.

Crédito da imagem: istock.com/oatawa

Compartilhe:

Beautiful brunette girl holding her hair up and sitting on the sandy beach

Postado em:

11.01.22

Produtos para os cuidados com os cabelos no verão

Assim como as demais partes do corpo, o cabelo também precisa de cuidados durante o verão. Por isso, é necessário ter em seu mix produtos de hidratam, nutrem e reconstroem os fios.

Produtos para os cuidados com os cabelos no verão

Com a chegada do verão e o aumento alarmante da temperatura global, o cabelo é uma das partes do corpo que mais sofrem com as alterações climáticas. Desse modo, os consumidores tendem a comprar mais produtos para os cuidados dos fios, já que diversos tipos de danos podem surgir.

Nesse contexto, os produtos para os cuidados com os cabelos no verão podem ser grandes aliados de vendas neste período. Entretanto, é preciso investir em produtos de renome no mercado e que dão retorno positivo aos seus clientes.

De que forma o verão pode danificar os cabelos?

Água do mar, vento, sol e piscina. Este é um dos momentos mais aguardados por grande parte dos brasileiros, que muitas vezes se esquecem de proteger os fios de cabelo.

O cabelo nada mais é do que um emaranhado de fibras, que juntas são responsáveis por dar a textura e o formato. Quando essas fibras entram em contato com calor e luz solar excessiva começam a desidratar e a degradar.

Sendo assim, o cabelo começa a ficar com um aspecto quebradiço e ressecado. Aliado a isso, procedimentos químicos, como alisamento, clareamento e tintura podem agravar ainda mais a saudabilidade dos fios.

Dessa forma, alguns cuidados preventivos podem auxiliar na manutenção do cabelo durante o verão.

Cuidados preventivos com os cabelos durante o verão

Assim como a pele, os cabelos precisam de uma atenção especial antes de começar a curtição do verão. Por isso, é necessário orientar os clientes para que tenham atenção com algumas situações.

Banhos de mar e piscina: para se refrescar durante o verão nada melhor do que um bom banho de mar ou piscina. Esses dois ambientes diversos, um cheio de sais e o outro cheio de cloro, possuem o mesmo efeito no cabelo: o desgaste, principalmente em cabelos com química. Por isso, há algumas técnicas para os problemas sejam evitados, como molhar com água doce antes de tomar banho de mar ou piscina, além disso, é válido aplicar cremes hidratantes e com proteção UV sem enxágue.

Hidratação, nutrição e reconstrução: sem dúvidas que a hidratação do cabelo é algo milagroso. Entretanto, somente a hidratação esporádica não é o suficiente para manter a saúde do cabelo em dia. É necessário criar um cronograma capilar, onde durante a semana o consumidor possa intercalar hidratação, nutrição e reconstrução. Essas três fases devem ser colocadas em prática durante todo o ano, embora no verão esse cronograma possa ser cumprido com maior frequência, justamente devido os efeitos negativos do sol.

Proteção solar: existem diversos produtos para cabelo já com fator de proteção. Esta é uma excelente pedida, visto que a radiação presente na luz solar danifica a proteína capilar. Por isso, na hora de escolher os produtos para o seu mix, fique atento às especificações dos itens e informe os clientes sobre os benefícios adicionais.

Reposição de queratina: para os cabelos com química, como alisamentos, tintura ou descoloração, é importante orientar para a reposição de queratina de forma periódica. Isso faz com que o cabelo ganhe vida e hidratação novamente.

A Gianina Distribuidora lidera o mercado com inúmeras novidades que visam trazer a vida de volta aos cabelos, mesmo sob sol intenso.

Entre em contato e faça o seu pedido!

Compartilhe:

Sun protection set on beach

Postado em:

11.01.22

Aposte nas melhores estratégias para vender mais no verão

Para aumentar suas vendas no verão, faça um bom investimento do seu tempo em estratégias de negócios eficientes para a sazonalidade.

Uma ótima oportunidade para aumentar os lucros e vender mais no verão é aproveitar a sazonalidade, isso porque a estação gera grandes oportunidades para estabelecimentos comerciais, inclusive as farmácias. Entre algumas estratégias para vender mais no verão, podemos citar: realizar acordos com bons fornecedores, elaborar um bom mix, conhecer bem o seu público-alvo, possuir seções com categorias sinalizadas, pontas de gôndola com promoções e bons preços, além de entregar tabloides na vizinhança.

Aproveitando a sazonalidade do verão

Tendo em vista o fato de a estação nos oferecer uma variedade imensa de artigos, vender, pode se tornar um desafio para os estabelecimentos. Dessa forma, para alavancar suas vendas durante o verão, é interessante que se esteja preparado, tendo por base a procura e o desejo da clientela do local, investindo em produtos que, com certeza, serão procurados na loja, principalmente, aqueles que estão na mídia.

Os itens de maior demanda pelos clientes no período do verão são os hidratantes corporais e capilares, os protetores solares, os bronzeadores, os desodorantes e os repelentes. Todos eles são itens com a “a cara” do verão, não é mesmo? Além disso, é importante ficar atento também ao mix de Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs) que tratam algumas patologias de leve gravidade e muito frequentes durante a temporada, como analgésicos e antitérmicos, produtos para desconfortos estomacais, vitaminas, entre outros.

Assim, o verão acaba se tornando um ótimo momento para se pensar em boas estratégias, já que existe a possibilidade de aproveitar ainda as festas de final de ano, as férias e, também, o Carnaval.

Pensando nisso, trouxemos seis dicas para você vender mais no verão:

1 – Ambiente: como o verão é a época mais quente do ano, é preferível que seu estabelecimento esteja confortável para receber os clientes. Dessa maneira, invista em um ambiente climatizado, pois assim, os clientes passarão mais tempo na loja e isso pode aumentar as vendas. Outro detalhe muito importante, é criar um espaço onde as pessoas possam se refrescar e descansar. Aqui, você pode oferecer água gelada, sucos, frutas e um local para sentar. Por último, veja como ficará a questão da decoração do ambiente. Dê uma cara nova para o espaço no período do verão, colocando cores mais vibrantes e que condizem, claro, com a identidade visual do negócio. Além disso, você pode decorar o ambiente para as festividades, e isso acaba chamando a atenção das pessoas.

2 – Tenha novidades: uma ótima maneira de atrair mais clientes é disponibilizar produtos e serviços mais apropriados à estação e que sejam uma novidade para os clientes. Por exemplo, se você é do ramo de farmácias e perfumarias, pode oferecer opções em hidratantes faciais e para o corpo, perfumes florais e refrescantes para o verão, protetores solares e hidratante labial, colírios, repelentes, etc. É de suma importância que você use a criatividade para poder adaptar-se ao seu tipo de negócio. Dessa maneira, pensar em ideias novas e boas soluções para o seu negócio, entendendo seu público e surpreendendo-o com as novidades, é fundamental.

3 – Promoções: vá até o estoque da sua loja e veja quais produtos estão parados há mais tempo, prestando atenção também se eles condizem com a estação do ano, para assim, chamar a atenção do público. Dessa forma, você evita futuros prejuízos e garante que seus clientes tenham acesso a um produto de qualidade e apropriado para a época do ano.

4 – Marketing e comunicação: depois que você estabelece o que vai entrar em promoção na sua loja, é hora de criar campanhas para divulgar as promoções e fazê-las atingir o maior número de pessoas. A divulgação pode ser feita através de redes sociais, WhatsApp Business, e-mail marketing e, claro, a velha comunicação direta! O que não pode é deixar de divulgar as promoções, pois isso atrai o público e consequentemente aumenta as vendas.

5 – Motivação da equipe: sabia que uma equipe que não está 100% motivada pode afetar a produtividade da sua empresa? Por isso, busque alternativas para manter sempre sua equipe de trabalho motivada e animada para trabalhar, pois, além de ser confortável para a rotina de maneira geral, isso acaba por se mostrar nos números.

6 – Bom atendimento: quando os vendedores estão preparados para garantir um bom atendimento, isso acaba conduzindo o negócio a ganhar uma maior vantagem competitiva. Dessa forma, invista em treinamento para sua equipe de trabalho, de modo que eles estejam 100% preparados para lidar com todos os tipos de clientes.

 

Você já conhece o mix de verão da Gianina?

 

Acesse o nosso portfólio, confira e abasteça as gôndolas da sua loja!

Compartilhe:

Shot of a young woman using a digital tablet while doing inventory in the storeroom of a pharmacy

Postado em:

11.01.22

Gestão eficiente do estoque: peça-chave para o sucesso da sua loja!

O estoque é um dos setores primordiais para o bom funcionamento de uma empresa, já que é nele que estão as matérias primas, os produtos manufaturados e os excessos. Sendo assim, para que não haja prejuízos na empresa nesse setor, é importante saber gerir o estoque de forma eficiente.

Ter uma loja nos dias atuais é ultrapassar o limite de simplesmente vender um produto. Isso porque dentro da lógica de mercado que vivemos, o capitalismo, existem outros níveis que envolvem a manutenção de um estabelecimento.

Dentro deste contexto, é de suma importância manter uma gestão eficiente do estoque, principalmente se você trabalha com uma grande quantidade de produtos.

O que é um estoque?

Se você é fã de papelaria provavelmente você já se deparou com um estoque na sua casa, já que comprar um só bloquinho de post-it não é tão legal quanto adquirir vários post-its de cores diferentes. Com o passar do tempo, a sua coleção vai aumentando, e você começou a pensar na melhor forma de armazenar a sua coleção, já que você não pretende usar tudo de uma só vez.

Com esse exemplo, é possível ter uma ideia vaga sobre o que é estoque, bem como uma noção do que é gestão. Sendo assim, podemos afirmar que estoque, no contexto empresarial, é tudo aquilo que pode ser recurso para uma empresa, e que é necessário para as vendas a médio e longo prazos.

Logo, se é preciso um tempo considerável de duração desses produtos na empresa, é lógico que é preciso um certo cuidado para que o prazo de validade não seja ultrapassado. É justamente neste pronto do cuidado que a gestão entra em cena.

Gestão de estoque

O estoque é um setor fundamental para o desenvolvimento de uma farmácia, já que é nele que ficam armazenados os produtos para a venda.

Logo, independente do porte da empresa, saber administrar o estoque fará total diferença para o progresso do negócio.

Sendo assim, tendo uma boa gestão de estoque é possível planejar a aquisição de novos itens para que não haja acúmulo de produtos encalhados.

Portanto, o controle desse estoque deve ser realizado diariamente afim de desvendar quais produtos estão em falta ou em excesso, e assim, evitar desperdícios.

Como realizar a gestão de estoque de uma empresa?

É possível encontrar diversos modelos de gestão de estoque. Entretanto, é preciso avaliar e identificar aquele que mais se adequa à sua empresa.

Por isso, abaixo será listado alguns modelos de gestão mais utilizados.

Just in Time (JIT): foi um sistema desenvolvido para ir contra um outro modelo de produção vigente na mesma época, 1970, o fordismo. Diferentemente do seu concorrente, o Just in Time busca produzir sob encomenda, fazendo com que não haja superprodução e nem excedentes. Desse modo, é válido salientar que esse modelo de produção dispensa ou manter um estoque mínimo.

Inventário: é uma forma de “colocar no papel” tudo aquilo que está no seu estoque, bem como tudo aquilo que sai e entra na loja. Essa forma de sistematizar o setor é uma ótima pedida para quem precisa de um controle físico e financeiro, evitando, assim, gastos excessivos. Para construir um inventário, é possível utilizar de plataformas digitais, ou fazer tudo no modo antigo: no papel. O importante aqui é que se mantenha atualizada as informações deste documento, que são: preço, nome da mercadoria, quantidade e categoria.

Além de controlar os produtos no estoque, o inventário também ajuda a:

  • Saber quais itens tem no estoque e suas respectivas quantidades;
  • Prever qual produto vai faltar e qual está em excesso;
  • Entender mais sobre as vontades e necessidades dos clientes;
  • Planejar compras com antecedência;
  • Evitas gastos.

Inventário: é uma forma de “colocar no papel” tudo aquilo que está no seu estoque, bem como tudo aquilo que sai e entra na loja. Essa forma de sistematizar o setor é uma ótima pedida para quem precisa de um controle físico e financeiro, evitando, assim, gastos excessivos. Para construir um inventário, é possível utilizar de plataformas digitais, ou fazer tudo no modo antigo: no papel. O importante aqui é que se mantenha atualizada as informações deste documento, que são: preço, nome da mercadoria, quantidade e categoria.

Giro de estoque: é um outro modelo de gestão de estoque, que visa, além de controlar os produtos, medir o desempenho de gestão de uma empresa. Por isso, é preciso estar atento a alguns fatores, como:

  • A compra;
  • A organização do estoque;
  • A exposição dos produtos;
  • As promoções;
  • O atendimento;
  • A entrega.

A Gianina é sua parceira o ano todo para o auxílio da gestão de estoque. Compre sempre o que necessário e tem alta demanda em suas vendas.

Compartilhe: